Uma mesa repleta de alimentos à base de plantas, como verduras, legumes e folhas, com os dizeres: Dieta à base de plantas: como funciona e quais os seus benefícios?

Dieta à base de plantas: como funciona e quais os seus benefícios?

Data de publicação: 04/10/2019 11:40:00
Categoria: Dieta e Nutrição

Por Moira Lawler

A dieta baseada em plantas, ou vegetais, tem sido bastante discutida quando o assunto é nutrição. Seja pelos efeitos positivos para a saúde, para o meio ambiente, ou pela ideia de proteção aos animais, a alimentação baseada em vegetais desperta a curiosidade das pessoas. Mas, afinal, adotar esse tipo de dieta significa abrir mão da carne ou apenas inserir mais vegetais nas receitas?

O que significa adotar uma dieta à base de vegetais?
De acordo com a nutricionista Summer Yule, a dieta baseada em vegetais pode ser um sinônimo para a dieta vegana, para a vegetariana ou apenas uma alimentação composta principalmente por vegetais mas que não exclua totalmente os alimentos de origem animal – assim como a dieta mediterrânea

Ou seja, ao adotar uma dieta baseada em plantas, não é uma exigência abandonar o consumo de carne ou até mesmo frutos do mar. O que muda é a quantidade de vegetais incorporados às refeições e o destaque que eles recebem.

Nesse tipo de dieta a ideia é que alimentos como frutas, legumes e leguminosas sejam os principais ingredientes, enquanto outros como os laticínios e os ovos sejam usados como complementos, de maneira limitada.

O que as pesquisas dizem sobre essas dietas?
Aumentar a fertilidade, reduzir os níveis de colesterol e o risco de diabetes tipo 2 são alguns benefícios relacionados às dietas baseadas em vegetais, isso é o que destacam os estudos científicos. A adoção de ingredientes como nozes, grãos integrais, frutas e óleos saudáveis também pode afastar o risco de doenças cardíacas e até mesmo o câncer.

Que alimentos a dieta baseada em plantas inclui?
A lista de ingredientes das dietas baseadas em plantas é extensa, e alguns exemplos mais comuns encontrados na cozinha brasileira são legumes, como couve, brócolis, pimentões e batata doce; frutas, como abacate, melancia, banana e laranja; massas e grãos integrais, como o arroz e a quinoa; nozes e sementes, como castanha de caju e sementes de linhaça; além de leguminosas, como feijão, ervilha e lentilha. Entre as bebidas estão o café e os chás.

Entre as bebidas estão o café e os chás.

O que deve ser evitado nessa dieta?
As limitações à dieta dependem dos objetivos de cada pessoa. Porém, é mais comum que ingredientes de origem animal, como laticínios, carnes e ovos sejam retirados da alimentação – sobretudo na dieta vegana.

Alguns alimentos considerados não saudáveis, como os processados industrialmente, também são eliminados da dieta, como grãos refinados, incluindo arroz branco, macarrão e pães; doces, como biscoitos e bolos; bebidas adoçadas, como refrigerantes e sucos de frutas; além de salgadinhos e batatas fritas.

Quais são os benefícios de uma dieta baseada em vegetais?
Uma dieta que exclui gorduras trans, sódio e carnes processadas pode ajudar a dar um passo a mais rumo a longevidade. Uma alimentação baseada em vegetais reduz o risco de doenças crônicas como a pressão alta e a obesidade, e a probabilidade de uso de medicação, além de facilitar a perda de peso.

De acordo com a nutricionista Lauren Manaker, a maioria das pessoas que adota esse tipo de alimentação começa a sentir que tem mais energia. Fazer compras de alimentos variados e ricos em proteína vegetal, para ter muitas opções quanto estiver fome, é a principal dica da nutricionista.

Esse tipo de dieta tem desvantagens?
A dieta baseada em vegetais exige atenção à qualidade dos alimentos que se consome. Alimentos como batatas fritas têm origem vegetal, mas não são saudáveis e podem prejudicar a saúde quando consumidos em excesso.

Outra possibilidade é que aconteça desconforto no início de uma dieta rica em vegetais, até que o corpo se acostume. Essa fase pode incluir sintomas como aumento nos movimentos intestinais, diarréia ou constipação – sinais que indicam que o corpo está se adaptando à quantidade de fibras consumidas.

Por fim, apesar de dietas baseadas em plantas fornecerem quase todos os nutrientes necessários para o organismo, é necessário estar atento aos níveis de vitamina B12, encontrada com mais facilidade em alimentos de origem animal. Para quem não deseja adotar uma dieta vegana, ovos e leite podem fornecer esse nutriente.

Fonte:
Everyday Health

Tradutora e redatora: Daniela Souza
Revisora: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim
Diretor Geral: Geraldo Majella

  • Gostou? Compartilhe: