Uma mulher de meia idade olhando para um pedaço de papel e levando a mão a cabeça, com os dizeres: 10 Sintomas iniciais de demência: aprenda a identificá-los

10 Sintomas iniciais de demência: aprenda a identificá-los

Data de publicação: 26/09/2019 16:57:00
Categoria: Geriatria e Longevidade

A demência é um conjunto de sintomas, que podem ocorrer devido a uma variedade de doenças, como o Alzheimer, os derrames cerebrais ou a Doença de Huntington. Os sintomas mais conhecidos de demência incluem a dificuldade de organizar pensamentos, de se comunicar e a perda de memória. Entretanto, estes sintomas não são suficientes para diagnosticar a doença.

Uma pessoa precisa ter ao menos dois tipos de prejuízos mentais, que interfiram de forma significativa na vida cotidiana, para que seja realizado um diagnóstico de demência. Confira abaixo os sintomas iniciais da doença:

Perceber mudanças sutis na memória de curto prazo
A perda de memória de curto prazo pode ser um sintoma inicial de demência. Um exemplo é ser capaz de se lembrar de eventos que aconteceram anos atrás, mas não daquilo que se comeu no café da manhã.

Outros sintomas de prejuízos na memória de curto prazo são: se esquecer onde deixou um item, ter dificuldades para se lembrar por que entrou em um cômodo, ou se esquecer de compromissos ou tarefas agendadas.

Ter dificuldade de encontrar as palavras certas
Um outro sintoma inicial de demência é a dificuldade de comunicar pensamentos. A pessoa com demência pode apresentar dificuldades para explicar algo ou em encontrar as palavras certas para se expressar.

Sofrer mudanças de humor
Mudanças drásticas de humor também podem ser sinais de demência. A depressão, por exemplo, é uma condição típica dos estágios iniciais da doença. Junto com as mudanças de humor, podem ocorrer mudanças de personalidade, como passar de tímido a extrovertido, já que a demência costuma alterar o julgamento da pessoa.

Tornar-se apático
A apatia costuma acontecer nos primeiros estágios de demência. Uma pessoa com esse sintoma geralmente perde o interesse em hobbies e atividades que costumava praticar, não tem mais vontade de sair ou de envolver-se em atividades de lazer. Além disso, pessoas com a doença tendem a passar menos tempo entre amigos e familiares e podem sentir-se emocionalmente vazios.

Encontrar dificuldades em tarefas cotidianas
Tarefas comuns, como controlar os gastos no cartão de crédito ou participar de jogos com muitas regras podem tornar-se difíceis para pessoas em estágio inicial de demência. Este é um sintoma sutil que deve ser observado.

Vivenciar episódios de confusão
Vários fatores podem causar confusão quando se tem demência. As falhas de memória, raciocínio e julgamento podem fazer com que seja difícil reconhecer o rosto de conhecidos, se lembrar de algumas palavras ou de onde colocou as chaves do carro.

Ter dificuldades em seguir linhas de raciocínio
A dificuldade de seguir linhas de raciocínio pode ocorrer durante os estágios iniciais de demência, e é um sintoma clássico. Assim como usar as palavras certas pode parecer difícil, pessoas com demência às vezes se esquecem do significado das palavras que ouvem, ou têm dificuldades em entender conversas ou programas de TV.

Perder o senso de direção
O senso de direção e a orientação espacial costumam se deteriorar em casos de demência. Isso pode significar não reconhecer mais pontos de referência familiares e esquecer as direções para um destino conhecido. Esse é o tipo de sintoma que complica atividades como dirigir ou seguir um mapa, por exemplo.

Ser repetitivo
A repetição é sintoma comum na demência, por causa da perda de memória e as mudanças gerais de comportamento. A pessoa pode repetir tarefas diárias como se barbear, colecionar itens obsessivamente, ou fazer várias vezes uma pergunta, mesmo que ela já tenha sido respondida.

Ter dificuldades para se adaptar a mudanças
Para quem sofre sintomas de demência, novas experiências podem causar medo. De repente, torna-se difícil lembrar de pessoas conhecidas ou do caminho para casa. Por isso, é comum temer mudanças em uma rotina fixa, como alterar horários, caminhos e hábitos.

Quando procurar um médico?
Problemas de memória não apontam automaticamente para a demência, já que o esquecimento faz parte do processo de envelhecimento. Ainda assim, é importante não ignorar esses sintomas, sobretudo se não surgirem isoladamente. Caso tenha identificado mais de um sintoma na lista, procure um médico.

A demência é mais comum em pessoas acima dos 65 anos, mas também pode afetar pessoas mais jovens. A descoberta da doença em seus estágios iniciais possibilita tratamentos que podem atrasar o progresso da doença e manter as funções mentais por mais tempo.

Como prevenir a demência?
Para melhorar a sua saúde cognitiva e reduzir o risco de demência, é recomendado manter a mente ativa com palavras cruzadas, jogos para a memória e leitura. Manter um estilo de vida saudável também é importante na prevenção da doença.

Fonte:
Healthline

Tradutora e redatora: Daniela Souza
Revisora: Paula Ávila
Designer: Raphael Alpoim
Diretor Geral: Geraldo Majella

  • Gostou? Compartilhe: